Economia brasileira deverá crescer 1,8% em 2020

Segundo estimativas do banco central do Brasil, o crescimento será impulsionado pela procura interna.

O Produto Interno brasileiro deverá crescer 1,8% no próximo ano, com a procura interna a assumir-se como motor desse crescimento. Estimativas do Banco do Brasil agora divulgadas dão primazia ao setor agrícola e pecuária, com um crescimento previsto de 2,6%, e indústria, com 2,2%. Já o crescimento dos serviços deverá quedar-nos em 1,4%.

“As estimativas assentam num cenário de continuidade das reformas necessária para a economia brasileira e partem do pressuposto de que o ritmo subjacente ao crescimento, que exclui os efeitos conjunturais, seja gradual”, explica o banco central.

No mesmo documento, o banco central anuncia uma revisão em alta das previsões para este ano, que passam de 0,8% para 0,9%. A subida das estimativas é justificada por um melhor desempenho do Produto Interno Bruto PIB no segundo trimestre do ano.

Particularmente a agricultura e a pecuária estão a ter um desempenho acima do previsto, esperando-se agora que cresçam 1,8% em 2019. A estimativa anterior apontava para 1,1%.

A previsão de crescimento da produção e distribuição de eletricidade, gás e água manteve-se nos 2,8% e a da indústria caiu dos 0,2% anterior para 0,1%.

Fonte: Portugal Global