CIGRAC 2020

“Gestão e Reabilitação de Áreas Contaminadas” –

A Câmara de Comércio e Industria Luso-Brasileira coorganizará este ano com a Associação Técnica para o Estudo da Contaminação do Solo e da Água Subterrânea (AECSAS), o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e o Colégio de Engenharia Geológica e de Minas da Ordem dos Engenheiros (OE) a Conferência Internacional sobre “Gestão e Reabilitação de Áreas Contaminadas” – CIGRAC 2020   www.cigrac2020.pt, que decorrerá em 2020, de 24 a 27 de novembro, no Centro de Congressos do LNEC, em Lisboa.

A realização da CIGRAC 2020 conta ainda com o apoio institucional da Associação Brasileira das Empresas de Consultoria e Engenharia Ambiental (AESAS), da Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais (APEMETA) e da Associação das Empresas Portuguesas para o Sector do Ambiente (AEPSA).

Esta conferência, a efetuar pela primeira vez em Portugal, pretende ser o ponto de encontro de: prestadores de serviços nos domínios do diagnóstico, avaliação e gestão do risco e da descontaminação de locais contaminados; académicos e investigadores; agentes de entidades reguladoras; juristas; promotores imobiliários; representantes da indústria com atividades potencialmente poluentes; seguradoras; e todos que participam no vasto mercado da reabilitação de terrenos afetados por um passado industrial potencialmente poluente.

Este fórum pretende ainda promover a cooperação entre a indústria, a academia e os prestadores de serviços no desenvolvimento e aplicação de tecnologias sustentáveis. E espera contar com a presença de técnicos e decisores de importantes entidades públicas e privadas.

Uma conferência idêntica foi realizada em São Paulo, Brasil, entre 2 e 4 de julho de 2019, organizada pela AESAS e patrocinada por 36 entidades privadas, e nela participaram 830 especialistas e foram submetidos 250 trabalhos.

Os temas a tratar na CIGRAC 2020 são: Avaliação de locais potencialmente contaminados; Amostragem em matrizes ambientais; Investigação de alta resolução; Construção de modelos conceptuais; Contaminantes emergentes; Contaminação por hidrocarbonetos; Contaminação por metais e metaloides; Radiativos; Sedimentos contaminados; Intrusão de vapores; Bioremediação e atenuação natural; Tratamentos químicos in situ e on site; Tratamentos físicos; Tratamentos off site – recuperação e valorização; Tecnologias inovadoras; Big data; Situações complexas ; Análise de risco à saúde humana e ambiente; Mudança e desativação de uso; Abordagens inovadoras no planeamento da reabilitação; Operações de Gestão de resíduos; Operações urbanísticas; Aspetos legais e normativos; Responsabilidade ambiental e Seguros; e Financiamentos.

A realização deste evento na Cidade Europeia Capital Verde de 2020 – LISBOA -trará maior visibilidade a todos os elementos, quer à cidade de Lisboa, quer aos eventos a realizar.

Ainda, durante o ano de 2020 realizar-se-ao outros eventos satélite da CIGRAC2020, entre os quais se agendou uma sessão de Oportunidade de Negócio e Parcerias Luso Brasileiras que está prevista para o dia 3 de fevereiro, no LNEC.

Fonte: Redação