Lucros da EDP Renováveis disparam quase 150% para 433,6 milhões

A EDP Renováveis viu um aumento expressivo nos lucros do primeiro semestre, com um aumento da produção e do preço médio a impulsionar. A venda de ativos contribuiu com 219 milhões de euros.

A subsidiária de energias limpas da EDP, a EDP Renováveis (EDPR), registou uma subida de 147% nos resultados líquidos relativos aos primeiros seis meses do ano. O crescente portefólio e o aumento do preço médio de venda dão fôlego às contas.

Os lucros da EDP Renováveis no primeiro semestre subiram 147% em comparação com o mesmo período do ano anterior, cifrando-se nos 343,1 milhões de euros.

A subida está patente no EBITDA, que cresceu 40% para os 961,2 milhões. As receitas somaram 9%, atingindo os 1.005,1 milhões.

O Brasil concentra o maior crescimento, tanto nas vendas como na produção – em torno de 65% – com a Europa a ganhar nas vendas e a América do Norte na produção.

A operação beneficiou dos ganhos adicionais obtidos com a venda da participação num portfólio de 997 MW, anunciada no passado mês de abril, a qual contribuiu com 219 milhões de euros.

A EDP Renováveis conta com um portefólio de ativos operacionais de 11,8 gigawatts (GW), com vida média de 8 anos, espalhados por 11 países. Nos últimos 12 meses, este portefólio aumentou em 720 megawatts (MW), tendo a empresa construído 47 MW em Portugal.

Fonte: Jornal de Negócios